Arquivo | Fevereiro, 2016

Acta da Criação do Alegado Mecanismo de Coordenação do Prosavana

26 Fev

Publicamos a acta referente a constituição de um alegado mecanismo de coordenação do diálogo entre o Prosavana e as Plataformas Provinciais das Organizações da Sociedade Civil. Aceda ao documento AQUI.

COMUNICADO DE IMPRENSA DO PROSAVANA SOBRE O ALEGADO MECANISMO DE DIÁLOGO

23 Fev

Nos dias 18 e 19 de Fevereiro de 2016, na cidade de Nampula, as Organizações da Sociedade Civil de Moçambique, representadas pela Plataforma Provincial das Organizações da Sociedade Civil de Nampula (PPOSC-N), pelo Fórum das Organizações Não Governamentais do Niassa (FONAGNI), pelo Fórum das Organizações Não Governamentais da Zambézia (FONGZA) e Aliança das Plataformas da Sociedade Civil que Trabalham da Gestão de Recursos Naturais decidiram pela criação do Mecanismo de Coordenação da Sociedade Civil para o Desenvolvimento do Corredor de Nacala (MCSC). A decisão de estabelecimento do Mecanismo foi tomada aquando do encontro realizado nos dias 11 e 12 de Janeiro do corrente ano na cidade de Nampula. Continuar a ler

No to ProSavana Campaign denounces irregularities in ProSavana dialogue

23 Fev

Não ao ProSAVANA

The No to ProSavana Campaign has been monitoring the ProSavana Programme. This programme raises many concerns and fears because of the way it was conceived and the negative impacts it has had on peasant agriculture, the environment and human rights.

The No to ProSavana Campaign monitored a meeting in Nampula, Mozambique, which took place 11-12 January 2016, organised by the Platform of Civil Society Organisations of Nampula (PPOSC-N), the Forum of NGOs of Niassa (FONAGNI), the Forum of NGOs of Zambézia (FONGZA), the Network of Organisations for the Environment and Sustainable Community Development (RADEZA). The meeting was facilitated by MAJOL Consultancy and Services Ltd, a company hired by the Japan International Cooperation Agency (JICA) to “create a mechanism for dialogue and coordination between the government and civil society organisations, and to develop a ‘road map’ for discussion and joint decision-making on ProSavana-related issues.” Continuar a ler

Campanha Não ao Prosavana denuncia as irregularidades do processo de Diálogo sobre o ProSavana

22 Fev

Não ao ProSAVANA

A Campanha Não ao ProSavana tem vindo a monitorar o Programa ProSavana. Este programa desperta muitas preocupações e insegurança pela maneira como foi concebido e pelos impactos negativos e profundos sobre a agricultura camponesa, meio ambiente e Direitos Humanos.

A Campanha Não ao ProSavana acompanhou nos dias 11 e 12 de Janeiro de 2016, a reunião realizada em Nampula, organizada pela Plataforma das Organizações da Sociedade Civil de Nampula (PPOSC-N), Fórum de ONGs do Niassa (FONAGNI), Fórum de ONGs da Zambézia (FONGZA), a Rede de Organizações para Ambiente e Desenvolvimento Comunitário Sustentável (RADEZA) facilitada pela MAJOL Consultaria e Serviços, Lda. Esta empresa foi contratada pela Agência de Cooperação Japonesa (JICA) com objectivos de “criar um mecanismo de diálogo e coordenação entre o governo e as organizações da sociedade civil, e elaborar um Road Map para o debate e tomada de decisão conjunta de assuntos relevantes sobre o ProSavana”. Continuar a ler

Acta, Encontro de Sociedade Civil sobre ProSAVANA

22 Fev

Veja Acta Worshop 11 e 12 Janeiro final. Acta do encontro da sociedade civil sobre o Prosavana, realizada nos dias 11 e 12 de Fevereiro em Nampula.

Declaração de Solidariedade aos Representantes da UNAC diante das Ameaças e Agressões proferidas pelo Representante da empresa de consultoria MAJOL, contratada pela JICA

3 Fev

Brasil, 25 de janeiro de 2016

Nós, representantes de movimentos do campo, de organizações da sociedade civil, de sindicatos, de entidades religiosas e de outros movimentos sociais do Brasil integrantes da Campanha Internacional “Não ao ProSavana” e da Articulação Internacional dos Atingidos pela Vale, declaramos nosso irrestrito apoio e solidariedade aos representantes da União Nacional de Camponeses (UNAC) diante das ameaças e tentativas de agressões físicas que sofreram no dia 11 de janeiro de 2016. Continuar a ler