PACS se posiciona contra acordos para facilitação de investimentos brasileiros em Moçambique e Angola.

14 Abr

Nota do PACS sobre o novo acordo de cooperação e facilitação do investimento entre Brasil e Moçambique

Rio de Janeiro, 09 de Abril de 2015

Brasil e Moçambique acabam de assinar um acordo para a facilitação e proteção do investimento. Para ser ratificado pelo Brasil, ele precisará ainda passar pelo Legislativo brasileiro. Trata-se, em princípio, não de uma relação igual e recíproca, uma vez que Moçambique não tem investimentos no Brasil. Do lado brasileiro, sim, há investimentos de empresas multinacionais brasileiras no país localizado na costa do oceano Índico, além de diversos projetos de cooperação. As relações comerciais do Brasil com países africanos aumentaram significativamente a partir do governo Lula. Chama atenção esse primeiro acordo brasileiro ter sido firmado com um país africano, uma vez que é a América do Sul o principal território de expansão das multinacionais brasileiras. Na África, Angola é o principal receptor de investimentos (com destaque para a Odebrecht, no país há mais de 20 anos)[1], enquanto Moçambique é o principal receptor de projetos da chamada “cooperação para o desenvolvimento”, uma área inovadora da política externa brasileira do governo Lula, quando o Brasil passa a ser um doador internacional.

Veja aqui o posicionamento completo:

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: